Engenharia Genética ............................... este blog foi avaliado com 20 valores

domingo, maio 28, 2006

Investigadores lusos descobrem novo gene que causa leucemia

Investigadores do IPO/Porto descobriram um novo gene que causa um tipo agressivo de leucemia, o que permite antecipar a terapia mais adequada, melhorando as possibilidades de cura(...)
O novo gene, que foi descoberto pela equipa liderada pelo Prof. Manuel Teixeira, do Serviço de Genética do Centro de Investigação do Instituto Português de Oncologia do Porto (IPO/Porto), localiza-se no cromossoma 2 e chama-se Septina.
Os investigadores descobriram que uma alteração cromossómica faz com que o gene da Septina se junte ao gene MLL, localizado no cromossoma 11, dando origem a um novo gene de fusão que causa um tipo de leucemia muito agressivo, a leucemia mielóide aguda, de mau prognóstico.
«Com esta descoberta podemos detectar imediatamente que se trata deste tipo particularmente agressivo de leucemia, que exige a aplicação imediata da quimioterapia mais intensa que o paciente possa aguentar», disse à Lusa o líder da equipa, Manuel Teixeira.
O investigador explicou que antes desta descoberta, os médicos iniciavam o tratamento com doses moderadas de quimioterapia, que aumentavam progressivamente até à dose máxima, caso não houvesse resposta.
Esta descoberta permite também que, após a recuperação, o doente seja seguido através de análises genéticas de medula óssea que avaliam com maior precisão a eficácia do tratamento.
«Nos casos em que se verifique a cura, as mesmas análises genéticas permitirão detectar muito mais cedo uma eventual recaída, mesmo antes que o doente tenha qualquer sintoma», disse Manuel Teixeira.
Esta descoberta já foi publicada na prestigiada revista norte-americana Oncogene, publicação especializada em Oncologia do grupo de publicações científicas Nature.